Artigo, Nutrição Funcional, Vida Saudável, Yasmim Amorim

Síndrome do Comer Noturno

05/04/2016

A Síndrome do Comer Noturno é conceituada como um atraso no ciclo biológico e do padrão alimentar que certamente decorre de uma mudança social e comportamental tendo como principal característica o excesso de fome noturna que se inicia normalmente no fim do dia; levando a um alto consumo de calorias neste período. Pesquisas recentes têm demonstrado uma possível relação entre essa síndrome com uma maior incidência de obesidade, diabetes e uma piora na qualidade de vida.


Acredita-se que os fatores que desencadeiam a Síndrome da fome noturna estão relacionados com alterações nas secreções endócrinas, como da melatonina. Sendo a melatonina um neuro-hormônio regulatório do ritmo sono/vigília e um baixo nível desse hormônio provoca dificuldades para adormecer ou se manter dormindo, assim como a má qualidade do sono e humor deprimido. Esse descompasso faz com que as pessoas percam o apetite pela manhã e ao longo do dia, e normalmente ocorre períodos de jejum prolongado, superior a 3 horas ou ausência de alguma refeição. Por isso muitas pessoas quando iniciam uma reeducação alimentar com o desejo de emagrecer queixam-se da dificuldade de controlar a alimentação no período noturno.

Com o desequilíbrio da fome e saciedade ao longo do dia, e o envolvimento com as atividades de rotina do trabalho não as fazem se interessar pelo ato de se alimentar. Quando a noite se aproxima, os ânimos se acalmam e vontade de comer se aflora pelo fato dos níveis hormonais estarem elevados, torna-se quase impossível evitá-los, e normalmente a vontade é por carboidratos como: pizzas, pães, doces, massas, entre outros.

Para minimizar os efeitos da síndrome do comer noturno:
  • Evite saltar refeições – Fracione bem a alimentação durante o dia e evite consumir alimentos com alto teor de gordura ou açúcar, prefira frutas, castanhas e nozes para os intervalos e abuse da salada e consuma uma boa fonte de carboidrato como arroz integral ou batata doce ou quinoa em grão, e prefira carnes magras;
  • Horário de Alimentação – Tenha horários para se alimentar, evite ficar mudando muito os horários de comer;
  • Tenha alimentos saudáveis em casa – se só estocar em casa alimentos saudáveis, ao sentir vontade de comer você só terá acesso a este tipo de alimento;
  • Atividade física – Realizar exercícios físicos no final da tarde é uma excelente maneira de controlar o estresse, relaxa o corpo e a mente, provocando uma boa noite de sono;
  • Evite beliscar – É preferível fazer uma refeição mais completa a comer pequenos “lanchinhos” a noite toda;
  • Evite o café e o chá preto – é uma bebida estimulante devido a presença de cafeína e deve ser evitada na parte da tarde e principalmente a noite.

Lembre-se: controlar a alimentação noturna é muito importante para o sucesso do seu objetivo.

 

Comentários

Você também pode Gostar:


No Comments2

Leave a Reply